LEIA TAMBÉM

17 de maio de 2017

Brejo Santo comemora 100 anos da Banda de Música Maestro Olívio Lopes Angelim

Banda foi fundada em 1917por Tiburtino Inácio da Silva Torres (Reprodução)
O município de Brejo Santo comemora nesta quarta-feira (17) os 100 anos de fundação da Banda de Música Maestro Olívio Lopes Angelim. A programação alusiva ao centenário da banda começou com Alvorada Festiva e Café da Manhã servido aos músicos.

Às 19 horas, no Cineteatro, haverá evento especial com entrega de honrarias a ex-membros da banda que também participarão de apresentações que ocorrerão na ocasião. O evento é aberto ao público e a prefeitura através da secretaria tem convidado a todos a participarem

História da Banda

“Nos idos de 1917, a ideia no saudoso Edil (Vereador) TIBURTINO INÁCIO DA SILVA TORRES, a criação de uma BANDA DE MÚSICA MARCIAL na sua “Pátria Amada” – Brejo dos Santos, a qual fez discernir a cultura de sua gente, emanada do que lhe veio à memória. Para a realização desse empreendimento, adquiriu por compra, com recurso próprio, os instrumentos musicais, em segunda-mão, na cidade Pernambucana de São José do Belmonte, os quais foram transportados para este município pelo tropeiro –Manoel Demétrio -. Nesse ano conseguiu um professor e MAESTRO da música – FRANCISCO MERÚ – Na cidade do Crato – CE, isto por intermédio do então Estafeta João Leite, o qual maestro aqui chegando instalou a Escola de Música em um prédio modesto na então “Rua da Vage” e no ano seguinte inaugurara a tão sonhada Banda Marcial na então Vila de Brejo dos Santos, - Rincão da saudosa Maria Barbosa, a qual (Banda) perdura até nossos dias e com certeza legará às gerações futuras o testemunho do devotamento à causa pública daquele que não só limitou-se a criação do citado órgão cultural, mas também a criação do 1º Tiro-De-Guerra, nº 421, de Brejo Santo, instalado no ano seguinte – 1918.

No ano de 1997 o então prefeito da cidade Francisco Wider Lucena Landim, no uso de suas atribuições, junto à Câmara Municipal resolve, em homenagem ao maestro Olívio e seus relevantes trabalhos prestados à banda municipal, através da Lei Municipal de Nº 254/97, datada de 23 de abril, denominar a Banda Municipal de Maestro Olívio Angelim, ou, Mestre Olívio. Atualmente a banda é regida pelo antigo músico e agora regente Agnete Leite de Figueiredo Neto, ele que teve seus primeiros estudos musicais também neste espaço, e em seguida participou de diversos cursos de especialização na regência, dentre eles na capital do Ceará, Fortaleza. Agnete está à frente de algumas bandas de outras cidades na região do Cariri cearense, tais como, Missão Velha e Porteiras, tendo passado também pelas bandas das cidades de Barro e Mauriti. Desde o ano de 1998 o então maestro está à frente da banda Olívio Lopes Angelim.


Em 17 de Maio de 2017, e a Banda de Música, sob a batuta do Maestro Agnete Leite, tem nos surpreendido a cada apresentação, a cada ritmo executado, e assim chega aos 100 Anos, acompanhando a evolução da música e dos tempos... 


Com informações do blog do radialista Farias Junior


Tecnologia do Blogger.