LEIA TAMBÉM

23 de abril de 2017

Diocese do Crato realiza primeira ordenação episcopal em 102 anos

Dom Edimilson já paramentado como bispo. (Foto: Joaquina Nascimento/Diocese do Crato)
Em celebração ocorrida no final da tarde deste sábado (22), por meio das mãos do bispo emérito dom Fernando Panico, sob assistência de dom Gilberto Pastana (bispo diocesano) e dom Javier Arnedo (bispo emérito de Tianguá), o monsenhor Edimilson Ferreira Neves, natural de Jardim e sacerdote do clero diocesano de Crato, foi constituído bispo. Em 102 anos, foi é a primeira ordenação episcopal realizada na Diocese do Crato.

A partir da ordenação, dom Edimilson Neves foi investido de autoridade e todo seu ministério ordenado está intimamente ligado à sucessão dos apóstolos. O anel episcopal (entregue por Madre Feitosa) foi posto em seu dedo anular da mão direita, como sinal da fidelidade à Igreja, esposa de Deus.


A cerimônia contou com a presença do governador Camilo Santana, do secretário-adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana, do deputado federal, José Guimarães e dos prefeitos Zé Aílton Brasil (Crato) e Arnon Bezerra (Juazeiro do Norte)

Em entrevista coletiva, um dia antes da ordenação, Dom Edmilson foi questionado sobre as expectativas de sua nova missão à frente da Diocese de Tianguá. Ele disse que dará continuidade aos trabalhos já iniciados por dom Javier. “Não vou para Tianguá com grandes pretensões, mas vou pedindo a condução do Espírito Santo”, pontuo

Tecnologia do Blogger.