LEIA TAMBÉM

2 de abril de 2015

A saudade do espetáculo ‘Paixão de Cristo’ em Milagres

Teatro marcou época e deixou boas recordações (Foto: Reprodução/Youtube)
Cariús, Cedro e Santana do Cariri, só para citar algumas. Estas cidades do Ceará promoverão o espetáculo ‘Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo’ nesta Semana Santa. Um espetáculo diferenciado pela expressiva bagagem histórica e religiosa.

Milagres poderia, por que não, está inclusa entre as cidades que oferecem a peça teatral ao ar livre à população e visitantes. Mas desde 2004, a história erguida pelo saudoso Raimundo Hélio e seu impressionante elenco de atores e atrizes amadores - em sua imensa maioria ou quem sabe integralmente, composto por filhos naturais desta terra -, está presente apenas no imaginário coletivo de nosso povo.

Com a partida repentina de Raimundo Hélio, o corajoso e destemido Antônio Cassiano não deixou o espetáculo sofrer solução de continuidade e fez valer a tradição ainda por alguns anos seguintes.

Hoje, a Semana Santa em Milagres não tem mais o cortejo que saia do Patronato Dona Zefinha Gomes e percorria as ruas da cidade, levando consigo uma multidão de pessoas em direção ao Calvário, local preparado a capricho pelos próprios atores e atrizes, para receber as cenas marcantes da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. O público buscava o melhor ângulo para acompanhar as cenas, ricas em efeitos especiais. Fico imaginando como seria hoje, o alvoroço de mãos com celulares e tablets nas mãos, na tentativa de registrar o melhor ângulo para espalhar nas redes sociais e guardar como lembrança que não tem preço.

Lembro que em março do ano passado, ao participar do programa 'Espaço Aberto' da Som da Terra FM, a professora Rita de Cássia, uma das tradicionais participantes das encenações, disse que “Antônio Cassiano trabalhou bastante, mas teve um empecilho na sua estrada. Ele perdeu automaticamente a ajuda financeira que tinha da Prefeitura. E foi isso também que fez ele frear”. Uma pena!

Naquela mesma oportunidade, porém, Antônio Cassiano fez um convite ao vivo no microfone da emissora ao Prefeito Municipal, Hellosman Sampaio. “Vamos fazer a Paixão de Cristo no próximo ano, independentemente de política". Infelizmente, a coisa não tomou o rumo desejado e Milagres amarga mais um ano sem o tradicional teatro.

Sobre a questão financeira, li estes dias no jornal Diário do Nordeste, que a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) está apoiando encenações da Paixão de Cristo e outros espetáculos relacionados às tradições da Semana Santa, em todo o Estado, por meio do Edital "Ceará da Paixão 2015". Serão destinados R$ 664 mil, para 40 grupos de todo o Ceará.  Taí uma dica para os anos vindouros.

Quem sabe no próximo ano não estaremos aqui lamentando, mas felicitando aqueles que trabalharam e se empenharam para o retorno do espetáculo. Quem sabe...

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Blog do Ribamar Xavier no Twitter.

Tecnologia do Blogger.