LEIA TAMBÉM

23 de março de 2015

Prefeito de Solonópole pode ter pago para vereador renunciar

Ministério Público investiga o caso
O Ministério Público do Ceará iniciou investigação contra o prefeito de Solonópole/CE, Webston Pinheiro (PRB), por ter supostamente pago pela renúncia do vereador Francisco Margello de Araújo (PMDB).

De acordo com o pedido de investigação, testemunhas afirmam que o chefe do Executivo disse ter garantido ao parlamentar, em troca de sua saída, R$50 mil, terrenos, um trator e empregos para familiares na administração municipal.

A renúncia abriu caminho para que um aliado chegasse ao parlamento da cidade: Paulo César de Azevedo, mais conhecido como Paulinho do Esporte (PMDB)

O prefeito nega as acusações. De acordo com ele, o vereador teria dito-lhe que o motivo da renúncia seria a desilusão com a vida pública.

Já o vice-prefeito Carlos Kléber (Pros), um dos nomes a quem Webston atribui a acusação, negou envolvimento. “Quem está encabeçando isso (a investigação) não sou eu, é o Legislativo”, afirma.

Kléber contra-ataca afirmando que o prefeito é que deveria comentar o vídeo em que aparece, semanas antes da renúncia, anunciando a ida de Margello para o lado governista.

Com O POVO

Tecnologia do Blogger.