LEIA TAMBÉM

24 de março de 2015

Justiça afasta Antônio de Lunga do cargo de vereador de Juazeiro do Norte

Antônio de Lunga é acusado de fraude na compra exagerada de produtos de limpeza
A 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) determinou o afastamento de Antônio Alves de Almeida, conhecido como Antônio de Lunga, do cargo de vereador do Município de Juazeiro do Norte. Ele é acusado de cometer crimes contra a administração pública na época em que era presidente da Câmara Municipal.

O relator do caso, desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, reconsiderou liminar que determinava a reintegração do político ao cargo. “A pretensão [do Ministério Público] para que o [vereador] se afaste da administração municipal encontra razoabilidade e pertinência, não só pelos argumentos expostos pelo juízo a quo, mas, sobretudo, em face da notoriedade nacional que ganhou o episódio, a fim de ser resguardada a imagem de moralidade e transparência da administração pública”, disse.

Antônio de Lunga é apontado pelo Ministério Público (MP/CE) e a Polícia Civil por fraude na compra exagerada de produtos de limpeza, avaliada em R$ 78 mil. Os delitos teriam ocorrido durante o ano de 2013, em episódio que ficou conhecido como "escândalo das vassouras".

Tecnologia do Blogger.